Origens do mercado cambial

História do Câmbio, origens do Forex De forma a obter um conhecimento completo do que é o mercado cambial, tem alguma utilidade estudar primeiro as razões que levam à sua existência.

Não é muito importante para o operador cambial pormenorizar exaustivamente os acontecimentos históricos que transformaram o mercado cambial naquilo que é hoje, e por isso temos todo o agrado de omitir as explicações extensas dos acontecimentos históricos, como o acordo de Bretton Woods, favorecendo uma análise mais específica sobre as razões por detrás do mercado cambial como meio de troca de bens e serviços.

Origens do Forex

Originalmente os nossos antepassados comercializavam produtos através da troca por outros produtos, e é claro que este sistema de permuta era bastante ineficiente e exigia longas negociações e pesquisa. A determinada altura começaram a ser utilizadas formas de metal como o bronze, a prata e o ouro em formatos padronizados e em vários graus (de pureza) para facilitar a troca de mercadorias.

Comece Já a Negociar

80.5% das contas de CFD de retalho que perdem dinheiro.

A base destes meios de troca era a aceitação pelo público em geral e variáveis práticas como a durabilidade e o armazenamento. A dada altura, durante a fase final da idade-média, começou a ganhar popularidade uma variedade de papel como meio de troca.

História do Câmbio

A vantagem óbvia de transportar papel ‘precioso’ em vez de transportar sacos com metais preciosos demorou a ser reconhecida através dos anos. Em determinado momento os governos estáveis adoptaram o papel-moeda e fizeram corresponder o valor do papel a reservas em ouro. Isto veio a chamar-se o padrão-ouro. O acordo de Bretton Woods em Julho de 1944 fixou o dólar em 35 USD por onça e fixou outras divisas contra o dólar. Em 1971 o presidente Nixon suspendeu a convertibilidade em ouro e deixou o dólar americano ‘flutuar’ contra outras divisas.

Desde então o mercado cambial transformou-se no maior mercado do mundo com um volume de transacções diário total de cerca de 1,5 triliões de USD. Sendo tradicionalmente um mercado institucional (inter-bancário), a popularidade da negociação cambial on-line oferecida ao indivíduo particular está a democratizar o mercado cambial e a alarga-lo ao retalho.